Brad Pitt processa ex-mulher Angelina Jolie por vender ações de vinícola francesa | Brad Pitt

Brad Pitt está processando sua ex-esposa Angelina Jolie por vender sua participação em uma vinícola francesa. Eles compraram juntos – e onde eles se casaram – com um empresário russo.

Em uma ação movida em Los Angeles na quinta-feira, Pitt alegou que Jolie havia vendido suas ações para uma unidade do Stolly Group controlada por Yuri Scheffler, quebrando o acordo de não vender suas participações para Sato Miravel sem o consentimento de outros.

O casal vencedor do Oscar comprou uma participação majoritária em 2008 na vila de Gorens, no sudeste da França, em um lugar chamado Miravel, entre Marselha e Nice. Eles eram Casou lá em 2014.

Pitt, de 58 anos, afirma estar “despejando dinheiro e suor em ações” para tornar a Miraval uma das maiores produtoras de vinho rosé do mundo, com receita anual de mais de US$ 50 milhões (£ 36,8 milhões).

Ele acusou Jolie, de 46 anos, de buscar “ganhos desconhecidos” em seu trabalho enquanto causava “danos desnecessários”.

Os advogados de Jolie não responderam imediatamente na sexta-feira aos pedidos de comentários.

De acordo com o processo, Jolie teve um “coração dolorido” para vender suas ações da Mirror para Pittsburgh em janeiro de 2021 e disse que não poderia mais negociar bebidas alcoólicas por causa de suas objeções pessoais. As negociações de compra entre Pitt e Jolie fracassaram cinco meses depois, segundo a denúncia.

A Tenute del Mondo, uma unidade privada da Stoley, anunciou em outubro que compraria ações da Jolie.

O processo no Tribunal Superior de Los Angeles busca compensação não especificada e danos punitivos por quebra de contrato e outras reivindicações legais.

READ  Ações se recuperaram após o decepcionante relatório de empregos

Jolie pediu o divórcio de Pitt em 2016, e o divórcio foi finalizado em 2019. Eles têm seis filhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *